Imagem do post
Brilho: a cara do inverno 17

Os dias de chuva tem oscilado bastante com os dias de sol e, consequentemente, a temperatura já não está tão quente como de costume. Este é um bom indicativo de que estamos em fase de transição, não é? Minhas escolhas da vez casam com o mood dessa meia-estação, que já anuncia um inverno próximo. Eu particularmente amo este período do ano, não só porque tenho a oportunidade de tirar algumas jaquetas do closet, mas porque também é um tempo de renovação! É quando trocamos de coleção, começamos a receber várias novidades na loja e trabalhamos a todo vapor.




Não por acaso, minha primeira escolha foi o lurex, uma das tendências mais queridinhas da temporada. Assim como o lamê e o veludo, ele dá o tom do inverno 17, que está vindo brilhoso e maximalista como os anos 80. Este vestido GIG conta com mangas compridas, perfeitas para um friozinho de leve e ombros vazados, afinal, ainda é tempo de usar peças que deixam pedaços de pele à mostra. Esta é a hora de ousar nos recortes antes que o frio se estabeleça de vez. Ainda dentro do que propõe o retorno da década de 80, apostei no maxi brinco da Lool. A clutch é Lilly Sarti e os sapatos fechados, que tem tudo a ver com a produção de outono-inverno, é um dos xodós do meu acervo.



E por falar em veludo (você achou que ele não iria aparecer novamente na minha seleção de looks?)… Escolhi o macacão em veludo molhado da Renata Campos, uma peça linda e extremamente confortável! Vale lembrar que o cotelê e o devorê, outras duas variações do tecido, também foram uma grande aposta das marcas em suas coleções. Nos pés, um Babouche, sapato tipicamente marroquino que se assemelha ao slipper e também está em foco.



Uma forma nada óbvia de usar o moletom À La Garçonne e investir na proposta urbana do streetwear é combinar a peça com uma saia de tecido fluido, como a da Talie NK. No styling dos editoriais de moda e nas passarelas, esta é uma combinação que tem aparecido um bocado. O resultado da mistura é um look lindo, hi-lo, que mescla estilos e ganha uma cara bem atual. 



Agora, o close merecido na clutch do primeiro look e na outra versão que recebemos dela, um acrílico marrom que mais parece madeira.



E para fechar a onda de outono-inverno, um vestido com a cor das folhas que caem das árvores durante este período. A peça é da Andrea Marques, marca que amo e é conhecida por sua delicadeza. Minha dica é usá-lo desde um coquetel na cidade até uma festa no campo, onde o clima é delicioso e a paisagem bucólica combina com a beleza do modelo. 

Até a próxima.

Beijos,

Ju Santos.